Calendário

Agosto 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
 << < > >>
  12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Anúncio

Quem está conectado?

Membro: 0
Visitante: 1

rss Sindicação

 
12 Ago 2014 - 01:33:04

Presença ausente

Quando acordei, ele já tinha saído. Mais um pouco de mim ele tinha levado consigo.
Sim, enquanto eu me doava, ele me subtraía.
Arrumei Pedro: dei-lhe banho e o alimentei. Eu sempre levava um olhar vazio no rosto.
- Que foi, mãe?
- Nada…
E sorria como quem sente dor.
- Cadê papai?
- Trabalhando.
Desconfiava que, apesar da pouca idade, Pedro sabia tudo.
Eu não sabia se tinha culpa ou se era vítima. Quem tinha feito a armadilha? Eu ou o destino.
Eu já fui jovem pra gostar do risco, pra gostar de seduzir, pra gostar até mesmo da ideia de estar enganando alguém.
Mas cheguei a uma idade em que não bastava apenas ser desejada, eu queria ser protegida. Mas, nunca soube como pôr fim às coisas e me impor. Nunca soube mudar de direção. Repetia as mesmas coisas apesar de estar tão diferente por dentro, Como quem vê o mesmo filme diversas vezes esperando outro final.
Já tinha colocado o cinto em Pedro e íamos para a escola. Após um beijo mecânico, o deixei.
Ainda bem que ele não viu.
Do outro lado da calçada, estava o seu pai. Levando seu filho para outra escola que tinha alí perto. Deu um sorriso tímido de semiconhecido.
Toda intimidade anterior sendo afastada com um meneio de cabeça.
Admin · 76 vistos · Deixe um comentário

Link permanente para o artigo completo

http://eternamentesessik.blogdosblogs.com/Primeiro-blog-b1/Presenca-ausente-b1-p30.htm

Comentários

Este artigo ainda não tem Comentário ...


Deixe um comentário

Estado dos novos comentários: Publicado





Sua URL será visualizada.


Entre com o código contido nas imagens


Texto do comentário

Opções
   (Salvar o nome, email e a url em cookies.)